Revesti-me a pele,
o suor do nosso amor,
o calor arrepiante das minhas costas,
socorre-me a carência,
e esvaíra as minhas desilusões.

Agora, eu nem penso
a amargura desvaneceu
a minha fala são os meus gestos,
e só consigo tocar-te.
Só consigo querer tocar-te.

Afogo-me nos teus olhares,
Os meus dedos tremem,
O meu coração palpita…
Os meus lábios perdem-se no teu corpo,
A minhas mãos exploram toda a tua essência,
Desisto colada a ti,
Os nossos corpos juntam-se e somos dois

De tanto me perder em ti,
Fiquei esquecida de mim
E hoje sou algo ou alguém,
Mas hoje,  desejo-te.




Comentários