terça-feira, 26 de abril de 2011

Flores e Jóias




Ensinei te tudo o que eu sei. Não fiques triste com a minha partida.Tu bem sabes que o traço característico da existência terrestre é a impermanência.
Vivemos sob os auspícios da Mãe Terra apenas por um tempo.

Vim para a Terra, vivi a experiência humana, trabalhei as emoções, quebrei o ego e equilibrei-me na consciência serena. Agora, volto para a natureza nas ondas luminosas do Amor Supremo.

Quando te lembrares da minha passagem pela Terra, não faças nada em minha homenagem. Vai até ao jardim mais próximo e vê as flores a abrir. Elas são minhas irmãs. Observando-as, transformarás a tua saudade em alegria.

Perceberás que também me abri na vida terrestre e espalhei entre os homens beleza, perfume e cores espirituais.
Não te esqueças do nosso ensinamento mais importante:ergue a mente além das ilusões dos sentidos e abre o teu coração em agradecimento ao Amor que é a Luz de todos nós. Quando agradecemos com sinceridade, quebramos o ego e ficamos plenos de alegria.
Se querida flor e abre as pétalas de luz do teu coração entre os homens.

A seguir, deslizou a consciência até o meio interno do peito e visualizou uma flor em botão. Suavemente, começou a abri-la com pensamentos de paz e amor.
Camada por camada, as pétalas foram se abrindo...

Para sua surpresa surgiu, bem no centro da flor aberta, uma brilhante jóia. Usando o coração como veículo, ele comunicou-se com ela, pela via das percepções do espírito, e disse-lhe:
Agora que me achaste no teu próprio peito, para a busca externa e a alegria.
Sempre estarei aqui. Quando quiseres, é só fazer a flor abrir que surgirei bem no centro dela. E, seguindo as intuições que te dou, tu será uma linda flor entre os homens. Eles não perceberão o nosso brilho, mas espalharemos juntos a beleza, o perfume e as cores.

No devido tempo, iremos juntos aos belos jardins, além das luzes da Terra. E aí, minha querida, brilharemos mais, e para sempre...
Desse momento em diante, iluminou-se e tornou-se o mestre das flores.

E quando alguém perguntava qual era a origem do brilho de seus olhos e de seu sorriso, ela apenas dizia: "É que mora uma jóia dentro do meu coração que me ensinou sempre a agradecer ao Amor Maior e a ser uma flor entre os homens.

Sem comentários:

Enviar um comentário