Frio....está frio...




Sinto o gelo da dura realidade entranhar-se em mim até ao tutano...

Frio....está frio...

Sinto a réstia de crença a fugir entre o tique-taque do relógio,e este não pára...

E frio...está frio....

Corpo morto...mente descrente....

E frio....está frio....

Oh doce  inoçencia onde foste?.....

Tudo o que sinto é "nada", esse "nada" onde se... "encontra tudo".......

E frio...está frio.....

Tu!, sim, tu! também sentes frio?! Sentes....sentes!! tens de sentir! tens de sentir....frio....está frio

....está.... frio......

Comentários

Enviar um comentário