terça-feira, 24 de maio de 2011

Menina da escrita





Disse o coração à Senhora desperta...
"Querida, por que reclamas tanto?
Qual é o motivo de tanta gritaria?
Acaso achas que a menina da escrita do Universo é surda?
Pára os lamentos e vem mergulhar nas ternas águas das letras do amor.
Vem banhar-te nas águas da compaixão das palavras escritas que tudo curam.
Ela envolver te a num abraço largo de palavras sentidas.
Estará contigo na aventura de servirem na luz as personagens criadas dos seus contos e historias.
Viajaram juntas na letra de uma canção de amor.
A menina da escrita do Universo perguntou por ti ainda há pouco.
Não queres vir ter com ela?
Acalma teus pensamentos agitados.
Nada é teu, ou dela.
Que tal juntares te a ela nessas praias de escrita divina?
Não queres assistir ao despontar do sol das palavras escritas daquela que nos leva aos horizontes de nossas aspirações espirituais?
A vida não é um ringue! Não estás aqui para vencer ou perder.
Estás aqui na vida só para aprender...
Pára de guerrear pelas ilusões e vai com ela desperta na sua escrita. É uma oportunidade maravilhosa!

Desperta e relembra aos homens que sem amor ninguém segue...
Leve-os a nadar contigo pelas águas da compaixão e mostra-lhes a luz da sabedoria, que aprendeste com a menina da escrita do Universo.
Vá, Senhora desperta.
Sim, sem amor, ninguém segue...

6 comentários:

  1. "Vá, Senhora desperta.
    Sim, sem amor, ninguém segue..."
    Um grande sorriso assim que li "Senhora desperta"... Fiquei feliz por teres aceite o desafio de escrever sobre esta tua personagem... Todas as perguntas do teu texto têm resposta. Consegues(como sempre) criar as respostas nas entrelinhas. Muito obrigada, Natália, pelo texto e pela menina da escrita do universo :)

    ResponderEliminar
  2. Natália...lindo!!!!! Nesta vida estamos cá para aprender e para seguir a luz, como dizes e bem a luz da sabedoria. Fiquei emocionada com a mensagem por detrás destas lindas palavras...parabéns doce Natália!!!!!

    ResponderEliminar
  3. As águas da escrita não lavam tudo, mas trazem e limpam muito. É esse ritual de pureza que tu nos trazes nos teus textos, sempre fiéis à tua filosofia de iluminação: "A vida não é um ringue! Não estás aqui para vencer ou perder. Estás aqui na vida só para aprender..." Aprendo sempre contigo. :)

    ResponderEliminar
  4. "Desperta e relembra aos homens que sem amor ninguém segue..."

    Penso que o primeiro despertar surge quando nascemos, o teu nome mostra como estás desperta.

    Só tenho que te agradecer o privilégio que é ler-te. Obrigado por partilhares e permitires que aprenda, a cada palavra, contigo, com a tua "calma"/sabedoria. Tu sim és iluminada Natália.

    ResponderEliminar
  5. Cada vez gosto mais da tua escrita, Natália. E já sabes que adoro quando andas pelos caminhos da poesia. Se voltas a dizer que escreves mal vou ter de colocar de lado os teus ensinamentos e zangar-me contigo. ;)

    ResponderEliminar
  6. Fizeste-me abrandar o ritmo........eu que vivo a uma velocidade alucinante. grata por isso. E por muito mais. por toda esta paz que me (nos) dás.

    ResponderEliminar