Circo à la minute




Na tenda do chá, onde os pensamentos fervem em poucos malabarismos e as palavras querem-se sem açúcar, trocam-se duas colheres de conversa.

Apesar de não existir uma porta a trancar a entrada, nunca aparecem mais presenças e isso torna a atmosfera da tenda como o interior de um balão de ar quente. Por esse motivo o bule foi dispensado por falta de utilidade e mais tarde foi contratado o sopra-chá, que para além de soprar para dentro das chávenas, não tem consentimento para fazer mais nada. Sopra à vez, de forma neutra e usa um sopro diferente para cada chávena por uma questão de higiene.
A água para a infusão, essa, escorre pelas paredes suadas da tenda e deixa todos inquietos com o movimento de bailarina destas. Quem morre de ansiedade são as saquetas que incham de contentamento só por imaginar a água trapezista.
Finalmente, as colheres tilintam contra a porcelana murmúrios convexos no mesmo instante em que o vórtice aturdia o olhar do sopra-chá.

Ao fim de algum tempo, o som metálico, ritmado e desencontrado da infusão faz cara de palhaço e todos escondem o sorriso dentro da chávena. Lá em cima, longe dos olhares horizontais, o pires roda na corda bamba, a mesma corda que segura a saqueta do chá...

Comentários

  1. E eu que não gostava de circo e casas de chá.... Se inspiram textos como este deve haver algo neles que me escapa. Se calhar só funciona quase se interseccionam....

    ResponderEliminar
  2. TiiL, não me poderias dar melhor presente de Natal. Está simplesmente fabuloso

    ResponderEliminar
  3. Gostei, mas encontro estas (aqui e ali) nas palavras assinadas por outros.

    Os seus tem sido, nos ultimos meses, os unicos textos que valem a pena ler neste blog. Um oasis portanto. Parabéns

    ResponderEliminar
  4. Que alegria vir de novo encontrar os nossos Amigos no etéreo espaço desta Internet que une gentes de todos os lugares!

    Temos tido anos muito difíceis, mas hoje consegui actualizar os nossos quatro blogues principais. No Poesia Viva está um Poema lindo do José António, no Caminho do Coração estão os nossos votos de novo ano e no Observatório uma espécie de prece...
    No Newsletter from Lisbon também há um novo post.

    Abraços,

    Isabel


    We are back to blogging after a long absence. We take the opportunity to wish all of our friends a very Happy New Year with plenty of opportunities for Inner Growth and Happiness and always with the Light of true GOODNESS in our Hearts!

    Isabel and José António

    Lisbon 30th December 2011

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD