Desafio X-rated: textos para adultos

Desta vez o desafio é para maiores de 18.

A proposta é tomar de assalto os espaços mais velados da consciência, desgrilhoar o proibido, visitar instintos e fantasias e deixar o sangue fluir. Queremos medo, tentação, morte, violência, loucura, sexo, vício, caos, distopia….

Até à meia-noite do dia 5 de Novembro, dêem o vosso pior sob a forma de um belo texto associado a uma bela música que o ilustre ou complete.

Acham que já são suficientemente crescidos?



Não se esqueçam de colocar a etiqueta "X-rated : textos para adultos"

Comentários

  1. Esclarecimento (ao possível "que diabo?"):

    Antes de mais irritam-me falsos puritanismos.

    "Texto para adultos" não significa texto pornográfico, nem tem que ter qualquer conotação sexual ou violência, tal como textos para crianças não tem que ter borboletas e flores.

    Henry Miller, Charles Bukowski, Anais Nin e mesmo Sade não são necessariamente pornográficos. No meu ponto de vista são tanto texto para adultos a triologia de Miller, como Processo de Kafka, o Naked Lunch do Burroughs ou O Anticristo de Nietzsche, obviamente por motivos diferentes.

    ResponderEliminar
  2. Absolutamente de acordo. E qua venham esses textos, estou ansiosa por lê-los.

    ResponderEliminar
  3. HuMMMmmmmmmmmmm....é já a seguir:-)
    Depois não se queixem:-))

    Eu
    Anamar(pseudónimo) a que não consegue comentar com o nick.jazuze

    ResponderEliminar
  4. comentário ao comentário do ao que diabo

    gostava de perceber qm é este autor, aparece na lista mas não tem nada para ler...
    já percebi, deve ser um destes grandes defensores da liberdade de expressão que só sabem engavetar textos!! ou sou eu que ando distraída ou quem está com falsos pudores não sou eu não!!

    MR

    ResponderEliminar
  5. Senhora MR,

    Não sinto qualquer necessidade de me defender como a senhora sentiu e posso confirmar que a senhora anda distraída (ou outra coisa qualquer). De facto, não creio que o seu pudor seja falso, é mesmo verdadeiro, lamento.

    ResponderEliminar
  6. Senhor JGMefisto.

    Muito bem, sem pudores, aguardo pelo seu texto, depois logo veremos se é Miller, Playboy ou revista Sabrina.

    MR

    ResponderEliminar
  7. Caríssimos,
    O desafio pode ser polémico, dependendo da visão da pessoa que o lê...apenas adere quem quiser.
    Por isso toca a pegar na "caneta" e escrever!

    ResponderEliminar
  8. Senhora MR,

    Não tenho qualquer pretensão senhora MR, por isso pode esperar sentada.

    ResponderEliminar
  9. Caríssimos,

    Mais do que nunca, apetece-me dizer: make love, not war...

    MR, Mefisto, e por ai fora, há formas bem mais excitantes de continuar esta conversa, para mim, que é escrever ou, pelo menos, comentar. Já temos algumas respostas ao desafio X, e se há coisa que os autores merecem é a minha atenção...

    o resto é foreplay sem intenção de f...azer mais nada

    ResponderEliminar
  10. MR

    O objectivo deste desafio é divulgar textos que, pela natureza do tema, pelas imagens criadas ou pela dureza do estilo de escrita pedem alguma maturidade e abertura de espírito aos leitores. É isso que define um texto para adultos. Por razões óbvias, são textos que obrigam o leitor a deixar a sua zona de conforto, mas é esse desconforto que enriquece a experiência de leitura. É justamente esse o desafio.

    Se me sentir terrivelmente incomodada com algum dos textos talvez interrompa a leitura mas não posso negar aos outros a experiência apenas porque ultrapassa os meus limites pessoais.

    Posso assegurar-lhe que a escrita de JGMefisto é extraordinária e inspiradora. Apesar de neste momento não ser possível ler os seus textos, penso ser essa a opinião generalizada, pelo menos a julgar pelos comentários que os seus textos geram.

    Peço, por isso, alguma calma. O desafio irá manter-se e esperamos textos brilhantes de todos os seguidores do blogue. Boas escritas e leituras.

    ResponderEliminar
  11. antes de mais,quais pudores? mostrei algum pudor?!! comecei a ler este blog há uns dias e estou a gostar até bastante e não sou de fazer comentários, sei que devia comentar mas sou mais de ler. não conheço o escritor JGMefisto, não sei que é, para além de ser alguém exaltado e que gosta de mandar sentar os outros e tratar por senhora sem saber a idade. tenho pena que tenha que esperar sentada, tanta exaltação no discurso prometia um texto excitante, mas se calhar não tem tempo ou paciência para partilhar conosco!! que diabo, afinal dizer o que pensamos é mesmo tabu!! já agora, não fui eu que escolhi esse que diabo que tanto apoquentou o vosso autor

    MR

    ResponderEliminar
  12. Escrevam, sintam, não escrevam, comentem, não comentem, mas EM TEXTO, respondam ou não ao desafio, mas principalmente respeitem-SE. E respeitem quem por aqui anda por gosto, por prazer, por acreditar que somos dignos de respeito. A liberdade de expressão deixa que estas trocas de "galhardetes" se "infinitizem".

    O pudor não tem que ser mau, se é algo genuíno que transportamos connosco. Só é mau, se falso. aliás como tudo. Gosto muito da escrita de JGMefisto. E com esta afirmação não estou a tomar nenhum lado deste aparente desentendimento. Talvez porque nem devesse opinar, intrometer-me. mas é um espaço que defendo e pretendo manter incólume a diferenças que se vão tornando directas-pessoais, apesar de não sabermos quem é MR........Há momentos em que o anonimato deve dar a face. para os desentendimentos se dissiparem com o olhar. porque a escrita também trai.

    Bom Domingo para todos. e sim, quem escreve merece a atenção de quem lê. mesmo não explícita em comentário. mas dignificada com ausência de momentos como estes.

    Anamar (pseudónimo)

    ResponderEliminar
  13. MR, o seu comentário ao JGMefisto parece-me um pouco precipitado para quem nada sabe sobre o autor em causa. É optimo poder contá-la entre os nossos leitores e comentadores, mas não estamos aqui para nos atacarmos.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD