Dona Morte



O mundo está cheio de sonâmbulos.
Sim, isso mesmo!
É que são tantos semiconsciente andando por aí, não é brincadeira.
E o pior é que eles pensam que estão acordados.
A quantidade de gente hipnotizada é enorme.
É gente que não pensa e apenas gravita em torno das percepções limitadas que os seus sentidos físicos lhes proporcionam.
E isso é um problema, pois, quando a Dona Morte chega e bate...ficam perdidos nas brumas de seus condicionamentos e limites.
A Dona Morte não é brincadeira, não!
Quem vive na carne, que se cuide.
Viver não é só comer, beber, dormir, amar, e um dia, finalmente, morrer...
Viver é muito mais e não cabe numa só vida.
E é triste só descobrir isso após a chegada da Dona Morte.
Despertar é preciso!
Quem está desperto (e esperto), valoriza a consciência limpa.
E a velha senhora dizia isto de uma forma clara e doce...nunca mais a vi nem ouvi...
Penso nela muitas vezes, principalmente quando estou na minha varanda ao fim do dia
E as cerejeiras começam a dar flor.

Comentários

  1. Vejo os teus textos como um "SOS" que às vezes precisamos de tomar para ficar com a "consicencia limpa" ou mais limpa. Que venha brevemente o próximo :)

    ResponderEliminar
  2. Dona, senhora e anfitriã de um outro mundo, onde os sonâmbulos irão descobrir os custos da sua narcolépsia...

    Sim, até dormir tem um preço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Afterglow

Desafio: Reminiscência rasgada

Frio....está frio...