Resposta ao desafio " Brinca comigo" 2ª parte



Quando a rapariga se aproximou com todo o cuidado, verificou que o tio tinha o pescoço torcido de uma maneira estranha e os olhos abertos fixando o vazio.
Morreu, não brincas mais comigo.
Tinha rebolado pela escada abaixo tipo verme gordo e peçonhento.
A rapariga ficou a olhar para baixo durante algum tempo, depois respirou fundo e deixou sair o ar,devagar.
Pensou e assim o fez , vai ser uma tarefa terrível leva lo e abandona lo ao sabor da corrente do rio.
Vamos brincar ...vou pedir ajuda ao João ratão a carochinha ,a branca de neve e as sete anões...vou te arrastar pelas ervas ,e vais boiar velho barrigudo.

Três horas mais tarde, quando a rapariga fez sinal a camioneta ,subiu para bordo,usava o seu novo vestido de algodão branco e transportava consigo a velha e desgastada mala de cartão do tio .
Descobriu um lugar vazio,sentou se e pousou a mala sobre os joelhos, sorriu, olhou pela janela enquanto a camioneta rugia para leva la de volta a vida.
- Olha a força com que a rapariga segura naquela mala velha - murmurou uma mulher, do outro lado da camioneta - Até parece que leva ali uma fortuna!
A rapariga...falou para dentro dela mesmo...ela não sabe...levo a vida , levo o meu brincar!!

Comentários

  1. Ainda não conhecia bem este teu lado na escrita... Adoro o facto de teres introduzido aquelas personagens dos contos infantis, dão um toque especial ao texto.
    Sessão dupla neste desafio! Very good! :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD