(De) Passagem





Acordo a vida que há num respirar intenso


notas de melodias inventadas em cada olhar que me aquece


escrevo(-me) em palavras repetidas



sempre novas



leituras proibidas



d.i.v.i.d.i.d.a.s



sei de cor o caminho que me perde de mim



apr(e)endo



p a s s o a p a s s o



momentos



em



que o voar



é o regresso.



A dor é apenas (um) sinal de que o vómito espreita.



Saio de mim



e



ressuscito



(em) musica.



Como se o meu corpo fosse apenas alma.


Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD