quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

JAZZ



Vou Obsequiar de Branco...
O Branco Silvestre...
Que de Incolor Te Veste...

Ser Transversal no Arco-Íris Celeste...
Que de Azevinho Te Despe...

Retratar de Jazz...
O Crepúsculo da Dormência...
Que os Teus Lábios Rastreiam...

Ser a Equidade e o Pêndulo...
Os Versos que Estas Simples Palavras Semeiam...

Vou Obsequiar de Branco...
O Branco Silvestre...
Que de Incolor Te Veste...

Colonoscopiar de Esbranquiçado...
Este Fado Dissimulado em Tons Magia...

Cantar Vagas Canções de Rebeldia...
Por Entre Lágrimas Púrpuras neste Dia...

Agarrar os Veios Rochosos...
Que Cruzam o Guião desta Prisão...

Beijar os Teus Seios Voluptuosos...
Com a Volúpia Carnal da Solidão...

Retratar de Jazz...
O Crepúsculo da Dormência...
Que os Teus Lábios Rastreiam...

Ser Redundante...Ser Sensorial...
Quando Grito Causa e Efeito por Defeito...

Ser Transversal no Arco-Íris Celeste...
Que de Azevinho Te Despe...

Palavrosa Lucidez Eterna...
Conceptuosa Timidez Materna...

Colonoscopiar de Esbranquiçado...
Este Fado Dissimulado em Tons Magia...

Dá-me...Jazz...
Leva o Vazio Assertivo e Redutor...

6 comentários:

  1. muito bom, o ritmo, o som, a sensualidade, na temperatura certa para estas noites de geada.

    bem vindo

    ResponderEliminar
  2. Adoro o uso e abuso de palavras ditas "caras" :) Fica com um ritmo impressionante.
    Parabéns !

    ResponderEliminar
  3. "Ser transversal no arco-íris celeste..." Gosto muito. :) E gosto do jogo de palavras, da musicalidade da fonética - dá-lhe ritmo.
    "Leva o vazio assertivo e redutor." Muito bom, venham mais. Bem vindo.

    ResponderEliminar
  4. arco-íris celeste...e cheio de cor neste entrelaçar das palavras,gostei muito, surpresa boa! venham mais!

    ResponderEliminar
  5. Versos que funcionam nos dois sentidos, descendente e ascendente... E ritmo, ritmo do bom! Jazz! Bem-vindo, Ricardo :)

    ResponderEliminar
  6. Realmente muito musical, tal como o título. O jogo de repetição de alguns sons dá-lhe um tom sussurado tornando mais gritante a urgência e o desejo do sujeito. Bem-vindo e esperamos mais textos.

    ResponderEliminar