Chove, Chove Sem Parar...




Chove lá fora...
E ai dentro também.

Mas a chuva dai...
É no coração.
É chuva de Amor...
E não tem igual.

Porque limpa o ego...
E transforma tudo.

Ah, tem uma chuva ai...
Mas não há nuvens pesadas no teu horizonte.

Porque é chuva de Amor...
E clareia o céu do teu coração.

Tu olhas a chuva lá fora...
E emociona te com a chuva de dentro.

Ah, chuva que limpa o mundo...
E corre para se entregar ao mar.

Ah, Amor que chove ai dentro...
E sempre corre para se entregar à Luz.

Chove chuva, chove sem parar...
Chuva de Amor, que não se explica; só se sente.

Chove chuva, chove no coração...
Chove Amor, sem parar...

Ah, tem uma chuva ai...



PS. (Às vezes,perguntam me se estou apaixonada.
E eu respondo afirmativamente.
Sim, estou apaixonada, desde que nasci.
Ou, melhor dizendo, até bem antes disso.
Fiquei apaixonada pela Vida, que é muito mais do que percebo.
E porque o Amor é um estado de consciência.
E eu não sei explicar nada disso, ainda bem.
Porque, se explicasse, seria algo só da mente.
Então, escrevo e deixo os outros especularem sobre os motivos.
Sim, eu estou apaixonada!
Sempre estive, e pretendo continuar...
Pela Vida! Por um Grande Amor!
E eu sei bem pouco sobre essas coisas grandiosas.
Na verdade, mal sei sobre mim mesmo.
E isso é maior do que eu; é maior do que tudo.
Ah, eu estou apaixonada, sim!)


Chove, Chove Sem Parar...

Comentários

  1. Ai, como eu queria esse eterno sorriso que aqui hasteias como uma bandeira!... :) Gosto que a tua escrite jorre tanta fúria e paixão pela vida porque ela é contagiante. A gente acaba de te ler e tem quase a sensação de que o mundo, afinal, até é um sítio catita, luminoso e feliz. :) Continua a infectar-nos, por favor.

    ResponderEliminar
  2. Digamos que o Bicho d'Ouvido não podia ter usado as melhores palavras.
    4:29 em que "chove sem parar" esperança, sorrisos dentro dos olhares, os quais baloiçam nas pestanas de quem deseja ler e ficar a saborear de olhos fechados.

    ResponderEliminar
  3. Natália, assim sou eu apaixonada pela vida, por um projecto, pela natureza, pelo sorriso da minha filha, pelo homem que transforma os meus defeitos em beleza, pelos amigos, por...por tudo e por nada e por tanto.
    Não, não sei viver sem paixão. Digam o que disserem os Psi's, Alberoni e outros que admiro. Digam o que disserem os meus amigos, que acham que não cresci.
    Sem paixão não vivo, apenas so-bre-vi-vo...
    E adorei ler-te e sentir-me.
    E saber que não sou a única...
    Chove amor. E poesia vinda dentro de ti. Apaixonada. Apaixonante.

    ResponderEliminar
  4. "Faz-se luz pelo processo de eliminação de sombras", escreveu Cesariny. Acho que estava a pensar em ti, porque é o que tu fazes. E foi o que fizeste aqui em poesia que, para mim, é o teu registo mais forte.

    ResponderEliminar
  5. Que a chuva venha e lave as nossas almas...

    let it rain!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD