Hoje és minha (um 'miminho de Halloween')

Hoje és minha



Podes aninhar-te no sofá e esperar
Podes beber um chá quente e suspirar
Mas nada te irá salvar
Nada me poderá parar
Porque hoje és minha

E se conseguires fechar os olhos
Suspender a respiração por um segundo
Tentar desaparecer dentro do teu mundo
Não vai resultar
Não poderás escapar
Porque hoje és minha

Então, concentra-te
Prepara-te
E deixa fluir
Não tens que fugir
Não tens porque resistir
Porque hoje és minha

E se um sorriso te escapar
E entre tremores te sentires
A desfazer como neve
E num momento tão breve
Aceitares
Redescobrires
Aquilo que sempre soubeste
Dentro de ti
Aceitarás o que temos
Saberás como só nós sabemos
Porque hoje és minha

Entre a dor e o prazer
Saberás escolher
Com autoridade
Dominar
A energia que entre nós flui
Quando no espelho me reconheceres
No brilho do teu olhar
Eu, o teu par
Dentro de ti, eternamente
Almas gémeas inseparáveis
Voltarás para o teu quarto
De novo juntos na tua cama
Amantes em dual possessão
Duas almas num só corpo de deleite
Porque esta noite
Como em todas as outras
Tu és minha

Para todo o sempre…

Comentários

  1. Que bela esta pertença em que a liberdade se intensifica nos sentidos de ser...de alguém que nos queira tanto, assim.
    Para sempre.

    ResponderEliminar
  2. Sempre com palavras que nos fazem sair do texto e ir para as imagens, como se de um trailer se tratasse... sim, porque todas as tuas palavras guardam entre elas mil e uma estórias..."para todo o sempre".

    ResponderEliminar

Enviar um comentário