A importância da dualidade





Há muito tempo atrás... Surgem dois seres opostos, sendo eles pouco definidos energeticamente. Começaram por comunicar numa linguagem que era só deles. No ínicio, daquilo que parecia ser um diálogo, surgiram muitas discórdias e conflitos. Certo dia, dá-se um fenómeno, como que o desencadear de uma enorme tempestade, com raios e relâmpagos. A energia da escuridão, que teimosamente vibrava negativamente, sentiu-se perder no seu ser e toda essa tempestade despoletou em si reactividade ao medo, ódio e raiva. A Luz que vibravana sua energia mais pura e divina, sentiu toda a dor e angústia que o seu irmão dual emanava. Chorou e despertou uma nova emoção no planeta. Foi um desbloquear de emoções de dois opostos que se atrairam e que através das suas diferenças, ambos contribuiram para a sua Cura. Deu-se a fusão e um enorme despertar que se transformou numa infinita chuva de estrelas, através do Universo Cósmico. Assim, esta importante União, através da Compaixão, Amor Incondicional, aceitação e Perdão deu lugar ao portal de Luz. A enorme Ascensão através do tempo, até ao último degrau que nos transporta e eleva até ao mundo do Divino que habita em nós. Somos habitados pelo ilimitado e passa muitas vezes, por aceitármos coisas muito súbtis, como perceber pequenos sinais e acima de tudo, que somos limitados como humanos, mas grandiosos de Alma. Abraçaram-se e dançaram durante muito tempo, a Escuridão e a Luz.

Cris

Comentários

  1. Amiga, antes de mais agradeço do fundo do coração por partilhares comigo este espaço fantástico, onde podemos ler textos de outros e até publicar os nossos próprios!
    Depois, quero dar-te os parabéns. Gostei muito do teu texto! Foi uma agradável surpresa, pois ainda não tinhas partilhado comigo essa veia criativa.

    ResponderEliminar
  2. É nossa opção o que produzimos de energia e também com que passaremos a conviver no presente e no futuro...escolhemos o que queremos Ser!!

    surpresa boa sister fã nº1!!!:))

    ResponderEliminar
  3. "Abraçaram-se e dançaram durante muito tempo, a Escuridão e a Luz." Belo par, perfeito :)
    Bem-vinda, crismurteira!

    ResponderEliminar
  4. amiga....o que conta é o que nós fazemos, é o nosso gosto, a nossa vontade, o nosso caminho. A educação pela arte leva a pessoa a ser tao livre que tu sentes que esta criaçao é mesmo tua...e na verdade é mesmo tua...dai a partilhares com o mundo para que possa ser um pouco nossa tambem.....so o poderei agradecer por isso....gosto e apoio te a continuares.... beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Muito Obrigada e muito em especial ao Nuno Oliveira, que me incentivou, nos momentos em que me dava a "travadinha". A Luz e o brilho está em cada um de nós, apenas temos de nos descobrir. E eu vejo isso em cada um de vocês.
    :DDD

    Cris

    ResponderEliminar
  6. tive o enorme privilégio de ser 'primeiros' a ler este texto curioso e desafiante da Cris :)
    Parabéns moça, bem-vinda a este cantinho!

    ResponderEliminar
  7. Pequeno, luminoso e intenso.... Tem graça, lembra-me alguém... ;)

    ResponderEliminar
  8. Parabens, Chris!
    Destaco...
    "Somos habitados pelo ilimitado e passa muitas vezes, por aceitármos coisas muito súbtis, como perceber pequenos sinais e acima de tudo, que somos limitados como humanos, mas grandiosos de Alma. Abraçaram-se e dançaram durante muito tempo, a Escuridão e a Luz."

    Um beijo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário