Do alto de um arranha céus



Do lugar de onde eu vejo o Mundo um homem toca trompete no alto de um arranha-céus. A música faz-se ouvir por todo o bairro e eu, da janela – espreito-o. Músicas desconhecidas de um tocador de céus. Há quem permaneça e procure de onde vem o som; mas há também quem passe alheio e desligado.

O que dirá o seu trompete? Uma declaração de amor; uma ode à vida; um grito de desespero; um grito de dor?

Do lugar de onde eu vejo o Mundo um homem toca trompete no alto de um arranha-céus e eu permaneço e vejo e oiço. Na realidade, não passa de uma performance de um jovem que decidiu subir ao prédio mais alto e mais velho da cidade. Movido pelo sonho, pelo amor ou pela tristeza subiu mais de 600 degraus e decidiu falar ao Mundo através, do seu trompete. Daqui a umas horas a polícia vai chegar, ele terá de descer e o bairro ficará novamente calado e vazio.

Do lugar de onde eu vejo o Mundo, milhares de pessoas vêem o Mundo comigo. Através dos seus olhos, das suas vivências, do seu imaginário ou do seu cinismo perante a vida – interpretam as situações.

Do lugar de onde eu vejo o Mundo eu vejo aquilo que quero ver. Ele pode ser um tocador de céus ou um doido varrido.

A Vida é aquilo que queremos ver. Podemos olhá-la profusamente nos olhos e interpretá-la à nossa maneira, ou podemos ir atrás daqueles que nos dão as suas visões, na certeza de que elas têm tanto de individuais como de íntimas, para que algum dia sejam, só nossas.

Eu procuro ser como o tocador de céus e quando solto a voz e me ergo – faço-o para o Mundo.Faço as minhas interpretações e nem sempre são as mais bonitas, mas são mais minhas do que qualquer vale encantado que me possam apresentar. Eu absorvo da Vida mais do que ela me dá e retribuo dando-lhe mais do que aquilo que vejo e esse, esse é o lugar de onde eu olho o Mundo...

Comentários

  1. "Eu procuro ser como o tocador de céus e quando solto a voz e me ergo – faço-o para o Mundo." é essa a atitude e a mensagem. Gostei. :)

    ResponderEliminar
  2. "A Vida é aquilo que queremos ver. Podemos olhá-la profusamente nos olhos e interpretá-la à nossa maneira, ou podemos ir atrás daqueles que nos dão as suas visões, na certeza de que elas têm tanto de individuais como de íntimas, para que algum dia sejam, só nossas."

    fabuloso....

    ResponderEliminar
  3. Era bom que todas as pessoas, pelo menos uma vez na vida, pudessem subir ao seu arranha-céus e durante o tempo que fosse necessário, tocassem a música da sua vida, sem pausas. Às vezes falta coragem para isso.
    Belo lugar esse de onde olhas o Mundo! :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

#LoveLetter_AITD