Eu me confesso...




Há, Eu me confesso… bem poucos escutam a canção do espírito em seu próprio coração.
E, por isso, estou perdida em mim mesmo.
Esqueci a minha essência espiritual, e deixei levar me por aí... Bati com a cabeça, sem noção de alguma coisa maior na vida.
No entanto, tudo tem um preço. E esse é o mais caro de todos.
Sim, custa muito caro viver anestesiado diante de si mesmo.
Porque o vazio de consciência dói muito mais do que se pensa.
E nada do mundo pode completar um coração sem luz.
Nem homem ou mulher. Nem dinheiro, bebidas ou posses.
Porque ninguém compra amor real ou consciência serena.
E não existe remédio algum que cure as feridas do coração.
E alguém que sequer conhece a si mesmo, facilmente perde o rumo.
Contudo, a canção do espírito permeia a tudo e a todos.
E, quem a escuta, sente algo mais, mesmo que nada possa provar.
Sim, algo mais... Uma Luz; um Amor; e alguns toques secretos.
Sei, quem sente o Sopro Vital do Eterno em seu coração, reconhece isso.
Porque a canção do espírito fala de coisas que estão além...
E de outras, que estão dentro do próprio Ser... Em sua essência.
E mais: fala de consciência. E de estrelas que brilham nos olhos.
Viver não é só comer, beber, dormir, copular, e um dia morrer.
Não é só isso, não. Também é pensar, sentir e fazer o melhor possível.
Porque há algo mais, dentro e fora de cada Ser... Errei!
E não dá para pesar ou medir isso, mas dá para sentir.
Mas isso não se explica, só se sente...E depois? Uma Luz, um Amor
Sim, algo mais... Que transforma os olhos em estrelas e o coração em sol.
E que é capaz de ver o Divino nas coisas simples.
Há algo mais, dentro e fora, e além...
E, quem ama, sabe…. Eu sempre amei… E continuei ouvindo a canção do espírito...
E ela fala de consciência e de que vale a pena viver, aqui e além…

P.S.:
Eu nada sei dos mistérios do universo.
Só sei de mim mesmo…
Mas, às vezes, eu escuto uma canção espiritual.
E ela fala de algo mais...
E eu a escuto em meu coração.
E, junto com ela, vem uma Luz e um Amor.
E alguns toques secretos.
E eu fico tão pequeno.
E quando eu escuto, escrevo o que sinto…
Há algo mais... Sempre!
E eu não sei mais o que dizer…
Porque tem uma Luz aqui, e um Amor…que não é religião, igreja, ou julgamento.

É Fé!
(Não dá para provar, mas que tem algo mais, tem sim...)

Comentários

  1. Milagre!! isto tudo graças a minha amiga Cristina Correia!!!obrigado minha querida

    Ps. e tão simpatica que tu es!!!:))

    beijinho

    ResponderEliminar
  2. Huston, we have touchdown! Que maravilha!!! :D Estás a ver?! Julgavam que era só o Guiomar que sabia dar assistência técnica? :D LOL
    Simpática és tu! :D Muito obrigada pelo piropo. :)
    Nem li o texto ainda. Vou tratar disso.

    ResponderEliminar
  3. "Que transforma os olhos em estrelas e o coração em sol."
    O que escreveste bem que podia ser a letra da "canção do espírito". Lindo! :)

    ResponderEliminar
  4. Natália, a iluminar este cantinho negro. :)Deve ser bonita, essa canção espiritual. Abraço.

    ResponderEliminar
  5. ensinou-me o meu irmão que 'religião' significa de facto re-ligar, algo maior, a algo infinitamente Maior....

    se alguém conseguir a chave para entrar, deverá ser quem tiver ouvido para a melodia de que falas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário